Mercado

Maserati Merak 3000 que pertenceu a Dodi Al-Fayed foi a leilão

22/08/2017 - 11:14, + Mercado

Este supercarro dos anos 1970, que estava na colecção de luxo do empresário egípcio
conhecido pelo relacionamento com Diana, princesa de Gales, valeu 105 mil EUR.

Por Fernanda Mira | Fotografia DR 

Os coleccionadores e os entusiastas de carros desportivos tiveram a possibilidade de licitar no Catawiki , portal de leilões na Internet, o Maserati Merak 3000 de 1973 que pertenceu a Dodi Al-Fayed, empresário egípcio. Michael Footitt, especialista da Catawiki em carros clássicos, afirma que este automóvel “tem tudo o que precisa para se tornar num dos melhores carros do mercado hoje em dia. Em primeiro lugar, é um Maserati Merak, com uma cor rara, e de uma edição muito limitada, com uma baixa quilometragem, de apenas 17 mil quilómetros. O valor adicional do carro está relacionado com a sua história real”.

Este é, de facto, um dado importante que ajuda a inflacionar o valor real deste carro. Como homem de grandes recursos, Dodi levou uma vida de luxo, não muito diferente da que despertou o seu interesse romântico. Em Julho de 1997, conheceu Diana, princesa de Gales. Ao final de um mês começaram um relacionamento e foram de férias, durante nove dias, ao Sul de França com toda a família Fayed. No regresso, eles pararam em Paris com a intenção de passar ali apenas uma noite. Mas foi nessa mesma noite que a tragédia ocorreu. Na entrada da passagem subterrânea da Ponte de l’Alma, ocorreu o acidente fatal que vitimou Dodi e a Princesa do Povo. Passados 20 anos, que se cumprem no próximo dia 31 de Agosto, são muitas as perguntas em aberto. Uma história que continua a fascinar.

Também o carro que agora esteve na praça tem uma história para contar. Com apenas 781 modelos construídos, o Maserati Merak 3000 representou o conceito de supercarro nos anos 1970. Os veículos Maserati Merak foram fabricados entre 1972 e 1983. Nessa década, este modelo competiu com os clientes do Ferrari 308, GT 4 e Lamborghini Urraco. Os carros são muito semelhantes em termos de estrutura e desempenho, bem como o seu valor de compra. Daquilo que o vendedor sabe, foram apenas produzidos cerca de cinco nesta cor verde, muito rara. Seguindo a tradição da indústria automóvel italiana da época, este modelo tem um desenho agressivo e inovador, com o motor colocado de forma central, atingindo assim um equilíbrio quase perfeito entre a parte traseira e dianteira, proporcionando uma condução desportiva de alta performance.

O Maserati Merak com o número de série 352 foi produzido em 1973 na fábrica italiana da Maserati, com o objectivo de cumprir uma ordem do coleccionador de carros egípcio Mohamed Al-Fayed, multimilionário e pai de Dodi Al-Fayed, que também foi detentor do carro. Em 1980, o carro foi transportado para Londres, o local onde Dodi tinha alojada a sua colecção permanente de carros de luxo. Após ter sido propriedade dos Fayed, o Maserati Merak só teve mais um proprietário até agora, que o colocou a leilão no Catawiki. Apesar deste conjunto de raridades, os números atingidos durante os dias em que o veículo esteve disponível para licitação ficam abaixo das expectativas colocadas pelos responsáveis do leilão. Os peritos do portal Catawiki tinham previsto atingir valores entre os 175 mil e os 230 mil EUR. Contudo, o valor mais alto e pelo qual foi arrematado o Merak 3000 cifrou-se nos 105 mil EUR.

* Com Dinheiro Vivo

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.