Mercado

BODIVA alcança primeiros resultados positivos

21/09/2017 - 11:44, Bodiva

Organismo alcança lucros de 196,4 milhões Kz no primeiro semestre, face a perdas de 175,1 milhões Kz no mesmo período de 2016. Aumento dos proveitos operacionais e ‘corte’ de custos explicam resultado

Por: Roberto Alves

Bolsa de Dívida e Valores de Angola (BODIVA) atingiu no primeiro semestre deste ano um resultado líquido positivo de 168,9 milhões Kz, um ganho de 196,4% face ao mesmo período do ano passado, revela o relatório semestral da entidade, a que o Mercado teve acesso.

O lucro, o primeiro desde a criação do organismo, indica o documento, explica-se “essencialmente pelo aumento dos proveitos operacionais em 374,7%”, motivado pelo “início da facturação dos serviços de manutenção em negociação dos títulos de dívida pública ao emitente e pela realização de proveitos relativos a comissões de liquidação” entre Janeiro e Junho.

Segundo o relatório da instituição liderada por António Furtado, os proveitos operacionais atingiram 409,2 milhões Kz, um aumento de 374,7% face ao conseguido no período homólogo.

A manutenção em negociação foi a grande impulsionadora deste desempenho, com um contributo de 300 milhões Kz. Seguem-se as comissões de liquidação, com 38,9 milhões Kz, operações, porém, que não existiam em 2016.

No entanto, houve um decréscimo de 15,8% nas comissões de negociação face ao mesmo período de 2016, na ordem dos 12,5 milhões Kz.

“A redução do volume negociado explica-se essencialmente pelo desinteresse demonstrado por parte dos investidores pela exposição aos títulos ndo Tesouro indexados ao dólar norte-americano, num cenário de maior estabilidade cambial”, esclarece o relatório.

Por outro lado, houve um aumento do peso dos bilhetes do Tesouro, no volume de negociações, no primeiro semestre do ano em curso. O total do activo líquido da BODIVA ascendeu a 916,5 milhões Kz, representado um aumento de 96,5% face ao primeiro semestre 2016.

Em termos de composição, a maior parcela da rubrica é representada pelas contas a receber, com um aumento de 237,4%, relativas aos serviços de manutenção em negociação dos títulos da dívida pública, durante o primeiro semestre de 2017.

Leia mais na edição 122 do Jornal Mercado amanhã nas bancas.

Gosta deste artigo? Partilhe!

Deixe o seu comentário

You must be logged in to post a comment.